CÍRCULO BÍBLICO 



O que é:

Os Círculos Bíblicos nasceram e se desenvolveram da necessidade dos católicos de diversas paróquias, aprofundarem a PALAVRA DE DEUS, meditando esta PALAVRA em pequenos grupos. 


Os Círculos não tem compromisso com o ESTUDO BÍBLICO, e nem foram criados com esta finalidade. Qualquer atividade que leve ao estudo Bíblico é recomendada e mesmo incentivada por toda a Igreja, porém no caso dos Círculos Bíblicos, sua finalidade volta-se para a reflexão de temas da vida atual, colocados sob a forma de agir na visão de Jesus. Assim ficou mais fácil ligar a vida atual de cada participante dos Círculos, aos ensinamentos bíblicos. 

Levando-se em consideração que cada participante de um grupo de Círculo Bíblico, conhece bem sua própria vida, sua maneira de agir nas diferentes situações que se apresentam em seu dia a dia; torna possível que qualquer pessoa possa participar de um Círculo, ou mesmo coordená-lo, sem ter um grande conhecimento bíblico, grau de instrução, ou classe social. Basta, conhecer a Jesus e seu maior ensinamento, o AMOR AO PAI E AO PRÓXIMO. 

Os temas semanais apresentados pelos Círculos Bíblicos, levam a uma reflexão simples do Evangelho, aplicados aos fatos e atitudes do homem em relação a sua comunidade, a sua família e principalmente ao seu próprio relacionamento pessoal para com Deus HOJE. 

Em resumo a finalidade dos Círculos Bíblicos é fazer com que cada participante reflita sobre as verdades da Bíblia, sempre atual, aplicada na sua vida e nos fatos de hoje.

Caráter missionário do circulo Bíblico:

O Círculo Bíblico é essencialmente missionário. Pelo fato de ser realizado na residência de um paroquiano, este se sente a vontade de convidar algum vizinho ou parente de modo especial que esteja um pouco afastado da Igreja ou do próprio Deus. 


Não deve existir Missão dentro da própria Paróquia; Lembremo-nos que Jesus sempre enviou seus seguidores e a Ele próprio a irem junto ao povo, em busca do povo. Desta forma, o Círculo Bíblico deve ser feito nas casas de cada participante (sempre que possível, de casa em casa). Convidando aos vizinhos e amigos a participarem das reuniões. 


Cada Círculo deve assumir a sua responsabilidade social-evangelizadora em meio a sua comunidade local, levando a Igreja, como pequenas Capelas, no meio do povo.

Onde se colocam os círculos Bíblicos na Paróquia:

Para entendermos bem, podemos fazer uma comparação: Coloquemos nossa fé como uma árvore, onde: Jesus - Foi a semente que morreu e ressuscitou, e torna-se salvação e vida eterna para cada um de nós. Sendo origem, fonte e força para a Igreja. Igreja Católica - Raiz que retira sua força e alimento em Jesus, transmitindo-a pela Igreja Local 
Igreja Local - Tronco que leva o alimento Eucarístico e Palavra de Salvação junto ao povo. Igreja Particular - Galhos que se aproximam das comunidades, transmitindo a força recebida de Jesus, a cada um de seus seguidores na comunidade. Círculos Bíblicos - Ramos, que se misturam ao povo (as folhas), unindo-o aos galhos com laços fortes e participativos, da Igreja que chega ao homem e suas necessidades individuais e comunitárias.

Como é feito o estudo da palavra:

Usa-se a pedagogia de Jesus. Os círculos foram inspirados no encontro de Jesus em Emaús - Lc 24, 13-35. As reuniões são divididas em quatro passos. 



1º PASSO: Um fato da Vida que nos faz pensar:

A partir de uma situação que nos preocupa e nos faz pensar. Duas ou três perguntas são feitas para facilitar a troca de ideias em torno do assunto da vida. É para remexer o terreno que vai receber a semente da Palavra de Deus. Serve também para despertar a semente da Palavra de Deus que já existe dentro do terreno da nossa vida. 


2o PASSO: Um texto da Bíblia que ilumina a Vida
- Depois da troca de ideias em torno das coisas da vida, segue a leitura da Palavra de Deus. Esta parte tem os seguintes pontos: 

1. Preparação: Trata-se de fazer os participantes sentir que chegou o momento solene da leitura da Palavra de Deus. Por exemplo, todos podem ficar     de pé, fazer um canto de aclamação, acender uma vela, fazer a entrada solene da Bíblia. O grupo deve ser criativo. 

2. Introdução à leitura do texto: Esta introdução deve ser lida antes do texto da Bíblia. Ela funciona como chave de leitura, pois procura chamar a atenção das pessoas para o ponto central do texto. 


3. Leitura solene do texto: O grupo pode ser criativo na maneira de ler. O importante é que o texto se fixe bem na memória de todos. 

4. Momento de silêncio: É para permitir que o texto seja assimilado pelos participantes. Também nos ajuda a refrear as pessoas mais afobadas, que logo querem dizer tudo sobre o texto.

 
5. Perguntas para reflexão: As perguntas são sugestões. Servem para orientar a reflexão. Caso o grupo achar que o círculo tem perguntas demais, pode omitir algumas. O importante é alcançar o objetivo do Círculo Bíblico: ligar a Bíblia com a Vida e a Vida com a Bíblia! É aqui que se coloca o sal na comida. É importante criar um ambiente descontraído e amigo em que todos se sintam à vontade para falar ou para calar. Mas é bom que a palavra seja     dada a todos e que ninguém fale demais, abafando a participação dos outros. Que seja uma experiência de verdadeira fraternidade. 

3º PASSO: Celebrar e partilhar a Vida em forma de oração: Todo o exercício feito até agora serviu para escutarmos o que Deus tem a nos dizer. Agora chegou a hora de darmos nossa resposta a Ele, transformando em oração tudo aquilo que foi discutido e meditado durante o encontro. Oração exige criatividade! É importante que ela seja viva e espontânea. O roteiro traz apenas algumas sugestões. Cada grupo reze e ore de acordo com a inspiração do momento, advinda da partilha da Vida e da Palavra. Que seja uma oração conforme o desejo do coração. É bom rezar também um Salmo. O roteiro traz uma sugestão de salmo, mas o grupo também pode escolher um salmo de sua preferência, seja rezado, seja cantado. 

4º PASSO: Voltar para casa e testemunhar a Vida nova: No final do encontro, o grupo é convidado a formular um compromisso a ser assumido por todos até o próximo encontro. Deve ser algo muito simples, mas bem concreto, dentro da nossa proposta pastoral de partilha a partir da economia do Reino. Uma pequena tarefa, possível de ser realizada por todos e que possa ser avaliada no início do próximo encontro. São compromissos que devem ajudar no propósito do construirmos juntos o Reino de Deus através de nossos trabalhos nas Pastorais. No fim, encerrar a reunião com um Pai-nosso.

 

Coordenadora: Maria Alzenir Melo da Silva

Telefone: 9218-7521 / 8534-5318


 

 © Copyright 2009 - Paróquia São José Operário - Av. Buritís Qd. 603 Lt. 23 - Recanto das Emas-DF - Telefone: (61) 3404-1579 
    Todos os direitos reservado

 

  Site Map